JORNALISMO

Voltar
10/05/2018 | 10h34 | Milla Mendonça

Cresce número de crianças e adolescentes com miopia


Divulgação

Redução da acuidade visual pode estar relacionada com uso indiscriminado de tablets e smartphones 

 

Os casos de miopia em todo o mundo tem aumentado principalmente entre crianças e adolescentes. Além do fator hereditário tem o uso excessivo de aparelhos eletrônicos como tablets, celulares e até a televisão que pode ser uma das causas. 

 

A miopia se caracteriza pela dificuldade de enxergar de longe, um problema de visão cada vez mais comum na população ano após ano. Segundo a Academia Americana de Oftalmologia pesquisas indicam que até 2050 metade da população mundial terá miopia. Quanto mais cedo for o diagnosticado, será melhor para que o tratamento seja iniciado com o uso de óculos ou lentes de contato. 

 

Existe ainda a cirurgia corretiva a laser, mas é indicada somente para casos em que haja a estabilização da doença e para pacientes acima de 20 anos. Segundo o Presidente da Sociedade Goiana de Oftalmologia, Fernando Heitor de Paula, o resultado da cirurgia possui estatísticas em torno de 96% a 98% de sucesso do procedimento. 

 

A Júlia Tavares que tem apenas 12 anos descobriu a miopia há seis meses quando observou dificuldades para enxergar na escola, e agora depende dos óculos para fazer as atividades do dia a dia. A mãe da jovem afirma que tenta limitar bastante o tempo de uso das tecnologias, mas a televisão é onde ela encontra mais dificuldade. 

 

A dica do oftalmologista é reduzir e equilibrar o uso dos tablets, games e celulares: "Eu acho que é ponderação, é não exagerar, eliminar é impossível pois as crianças estão cada dia mais vinculadas as informações pela internet do que nos outros meios que temos de comunicação, mas o importante é evitar o exagero" ressalta ele.

Compartilhe: